Férias de Julho com crianças

A esta altura do ano, faltando pouco mais de uma semana para as férias de julho, já era hora das férias estarem super acertadas. A partir de agora muitos hotéis estão lotados e os preços ficam cada vez mais salgados. Mas nem sempre é possível se programar com antencedência. Pensando em quem deixou para decidir na última hora, fiz uma seleção de algumas opções de viagens que testei e aprovei:

Rio de Janeiro

Fui em julho do ano passado e recomendo muito para esta época do ano porque, se estiver sol, dá para passear no Cristo Redentor, no Pão de Açúcar, no Jardim Botânico e ainda ir à praia. E se o tempo fechar ou esfriar há cinemas, teatros, shopping, planetário, museus e galerias. Ou seja, não faltam opções. Quando eu fui, fez tempo bom todos os dias, ainda assim acabei indo no cinema assistir ToyStory que tinha acabado de lançar. O post sobre esta viagem, com mais endereços de restaurantes e detalhes é este daqui.

Também tem um post bem bacana, da onde peguei várias dicas, no blog Viajando com Pimpolhos.

Florianópolis

Florianópolis é uma cidade com opções de praias para todos os gostos: badaladas, bucólicas, mansas, agitadas… Vou para lá com uma certa frequencia e não deixo de me surpreender. Muitos restaurantes gostosos espalhados pelos 4 cantos da ilha. E, além de praia e da Lagoa, alguns cantinhos super simpático (Nesta foto ai de cima o Pedro e a Luiza estão na Lagoa do Peri) ao lado de uma estrutura urbana para emergências.

Mais dicas aqui.

Beto Carrero World

Durante o mês de julho o parque Beto Carrero geralmente faz alguma promoção. Nos finais de semana o parque lota, mas durante a semana é possível passear tranquilamente e até repetir os brinquedos preferidos, exaustivamente. Já fomos 3 vezes, a mais recente foi em julho de 2012 e foi muito bacana!

Beach Park

Um destino para quem quer fugir do frio e ainda se divertir muito. Não conheço nenhuma criança que não gosta de brincar com água. O Beach Park é uma ótima opção para quem tem filhos em diferentes fases porque tem brinquedos para todas as idades. Fiz um post sobre minha ida para lá, aqui. Ano passado voltei, desta vez o Pedro tinha quase 8 anos e a Luiza 2, acho que aproveitamos ainda mais do que da primeira vez! Desta vez fiz até filminho e o post está bem completo, explicando a diferença entre o Acqua Resort e o Suites Resort.

Zoológico de GramadoSerra Gaúcha

Já para que prefere curtir o frio, Gramado e Canela são destinos perfeitos. Hotéis com lareira, restaurante com cafés coloniais e passeios super gostosos. Já fui muitas vezes (até em outras épocas do ano) e sempre me diverti. O Alpen Park é perfeito apra crianças um pouco maiores (veja o post aqui) e o Zoológico também é imperdível para quem estiver viajando em família. A Alexandra, do blog Destemperadinhos tem dicas super bacanas de lá.

Visconde de Mauá

Na Serra do Rio, a região de Visconde de Mauá é outra opção para quem quer curtir o frio. A natureza é exuberante, com cachoeiras e muitos restaurantes charmosos. Faz muito tempo que não vou, mas tenho lembranças muito bacanas de lá. A Chris, do Inventando com a Mamãe já fez mais de um post sobre feriados por lá.

Buenos Aires

Buenos Aires é uma cidade linda, cheia de programas legais e comida boa e está muito barata para brasileiros. Provavelmente mais barato do que muito destino nacional. Recomendo muito ir com as crianças e tomar muito sorvete de doce de leite e passear no Malba, um dos meus programas favoritos lá, com ou sem filhos.

Só é preciso ficar atenta aos documentos: crianças e adultos precisam ter documentos com fotos recentes para entrar na Argentina.

No livro Buenos Aires com Crianças a Fernanda Paraguassu do blog Buenos Aires para Ninõs dá dezenas de opções de programas e passeios para famílias.

Outros destinos que eu fui e recomendo para férias de julho:

Pantanal

Bonito

Pousada do Rio Quente

Cidades Históricas Mineiras (Tiradentes, Ouro Perto e Mariana, se possível com uma passadinha em Inhotim)

Sei que no Brasil existem muitas outras opções de praias e cidades de norte a Sul, mas fiz uma seleção que testei, aprovei e recomendo. Quem tiver outras ideias, fica livre para sugerir. O que importa é viajar e se divertir!

Mais destinos, neste post As Melhores Viagens com Crianças – Dicas

Momento jabá:

E quem não souber por onde começar, ou quiser mais dicas sobre o planejamento, a escolha do destino, arrumação da mala, corre para uma livraria atrás do livro Crianças a Bordo – Como Viajar com Seus filhos sem Enlouquecer.

Curitiba com crianças – dicas do fim de semana

O Pantagruel é uma excelente opção de restaurante para dias bonitos! As mesas, a decoração, o ambiente não tem nada demais, mas as mesas no gramado são uma delícia! Eu já era frequentadora assídua mesmo antes de ter filhos, mas depois que o Pedro ansceu o restaurante ganha outra dimensão porque lá a gente não precisa se preocupar em entreter as crianças enquanto a comida não chega, eles ficam brincando nas árvores, correndo pelo quinta, como se estivessem em casa.

Embora já tenha ido muito com o Pedro, fazia tempo que eu não ia, aliás, acho que a última vez que eu fui, a Luiza mal andava, porque não tenho a lembrança de ela correndo pela grama. O almoço foi uma delícia, a feijoada deles é ótima, mas desta vez acabamos pedindo um peixinho com molho de camarão.

De lá resolvemos dar uma passada no Museu Oscar Niemeyer (MON) para ver a exposição do Botero. Fiquei muito impressionada com a reaçnao da Luiza aos quadros. Aliás fiquei impressonada com a mostra em si. Eu já tinha visto muitos Boteros, quadros e esculturas, mas nunca tão triste. Esta exposição, chamada Dores Da Colômbia, foi crianda para chamar a atenção da violência contra o povo na Colômbia consequência de anos de ação dos grupos guerrilheiros e da ação militar. A Luiza fazia perguntas (super pertinentes) como:

– Por que ele tá trsite mamãe?

– Ele vai corta o homem mamãe?

E ficava muito tempo olhando para cada quadro

O Pedro também aproveitou muito. Depois fomos até dentro do olho onde havia uma espécie de garganta-puf-interativo e ficamos lá brincando.

O museu empresta carrinhos de bebê, acabei pegando um para a Luiza, assim, quando ela cansava, ela ia para o carrinho.

É amanhã – Crianças a Bordo

Espero vocês no lançamento dos livros na Livraria da Vila do Shopping Cidade, amanhã, sábado dia 14 de maio, às 16h!

Quem gosta de viajar com os filhos, quem queria viajar mas tem medo, que nunca viajou com bebês, quem tem dúvida, quem quer saber da onde eu invento tanta viagem, quem quer saber o porquê, que tem curiosidade, quem ainda não conhece o livro, quem conhece e quer um autógrafo, quem tá com viagem marcada para Buenos Aires, seja qual for seu motivos, estão todos convidados para o evento de amanhã!

Espero vocês!

Ah, levem os filhos, vai ter oficina da Sucatinha de luxo e o Pedro está indo comigo!

Lançamento Coleção Crianças a Bordo

Buenos Aires com Crianças da autora Fernanda Paraguassu e Crianças a Bordo – Como Viajar com seus Filhos sem Enlouquecer (escrito por mim!)

Lançamento em São Paulo

Sábado estarei em São Paulo para o lançamento da Coleção Criancas a Bordo. Será na Livraria da Vila do Shopping Cidade Jardim, às 16hs com oficina da Sucatinha de Lixo para as crianças. Acho que vai ser um evento muito bacana, comecei a semana super empolgada! O Pedro e a Nina já estão confirmados.
O evento é uma parceria com a revista Kids In, que antes circulava só no Rio e agora já em São Paulo e em Curitiba também!

Lançamento Coleção Crianças a Bordo

Crianças a Bordo – Como Viajar com Seus Filhos Sem Enlouquecer
Buenos Aires com Crianças – Aventurinhas na Terra do Dulce de Leche
Quando: 14 de maio, Sábado, às 16hs
Onde: Livraria da Vila do shopping Cidade Jardim

São Paulo com crianças

A última vez que fui a São Paulo com o Pedro, eu estava grávida da Luiza. Ele tinha 4 anos e fizemos vários programas bem legais. O motivo da viagem foi uma exposição do Star Wars lá no subsolo pavilhão da Bienal, no Ibirapuera. Aproveitamos a ida e também fomos o Parque da Mônica do Shopping Eldorado (que não existe mais) e no Zoo Safari.

Este fim de semana foi a estreia (em grande estilo) da Luiza em SP. A desculpa foi o aniversário de uma amiga. Aproveitamos para ir em 4 exposições:

ÁGUA NA OCA

Na sexta-feira fomos ver a Água Na Oca. De todas, esta foi a que o Pedro mais gostou. Os dois se divertiram muito pois ela é bem interativa, tem espaço para correr e tem… água! (Que criança não  gosta de brincar com água!?!). Acho que uma das coisas mais legais é um filme que é projetado no teto, para assistir, você deita em colchões de água espalhados pela sala.

A exposição da ÁGUA só vai até domingo, dia 8 de maio!


Depois da exposição demos um tempo no parquinho do Ibirapuera. As crianças aproveitaram tanto que ficamos fazendo piadas entre nós, dizendo que eles estavam aproveitando tanto porque não tinham muitas oportunidade de brincar no jardim.

O MUNDO MÁGICO DE ESCHER

O mini Pedro e a super Luiza (de saruel da Mammamini e tudo!)

e a mini Luiza com o super Pedro

Na minha opinião, O Mundo Mágico do Escher é imperdível. Para mim, foi a melhor (embora todas tenham sido muito legais). A primeira vez que ouvi falar dela foi no blog da Paloma que mora em Brasilia. Fiquei desesperada porque gosto muita da obra dele e fiquei pirando nas fotos da mostra. Quando a exposição foi para o Rio, vi no blog da Chris. Então soube que estava em São Paulo, meus pais e o nuno quiseram ir. Lá fomos nós, parecia excursão. Nosso hotel era em Pinheiros, decidimos que a melhor maneira de ir para o centro, era de metro.

A caminho do metro

Adorei tudo. Teria ficado muito mais tempo, se pudesse. E penso seriamente em voltar. Além das obras serem super interessantes, as montagens e salas especiais são fasntásticas. Obrigatório para quem é fã e essencial para quem não conhece. Ah, sem falar que o Centro Cultural Banco do Brasil é lindo!Eu achei interessante a visão do Pedro sobre a quebra de perspectiva e dos planos, para ele nem tudo era tão estranho como para mim, acho que alguns planos que para nós não fazem sentido, para ele, talvez ainda façam.

O Mundo Mágico de Escher
Até 17 de julho de 2011
Local: CCBB-SP
Endereço: Rua Álvares Penteado, 112, Centro/ Próximo às estações Sé e São Bento do Metrô
Horário: terça a domingo, das 9h às 20h

Classificação: Livre
Entrada Franca
 
 

MUSEUS DA LINGUA PORTUGUESA

De lá fomos para o Museu da Língua Portuguesa. Ele tem sido super elogiado e eu ainda não conhecia. Foi um passeio bem bacana, as instalações são lindas! Mas confesso que fiqui um pouco desconfortável porque o ar-condicionado estava muito frio e eu quase congelei. De qualquer maneira recomendo a visita. Para crianças na idade do Pedro (7 anos) a brincadeira interativa com as palavras nas diferentes línguas é muito bacana. No sábado, a entrada é gratuita.

Museu da Lingua Portuguesa
Praça da Luz, s/nº
Centro – São Paulo – SP
(11) 3326-0775
museu@museulp.org.br
 

Para terminar nosso sábado cultural, atravessamos a rua e tomamos um suco no café da Pinacoteca (outro prédio muito bacana que sempre tem exposições que valem a visita). Antes a Luiza brincou um pouco no jardim.

Pinacoteca do Estado de São Paulo
Praça da Luz, 2 São Paulo, SP – Tel. 55 11 3324-1000
 

Quando chegamos no nosso hotel descobrimos que a seleção do Palmeiras estava hospedada lá. Não que o Pedro torça para eles, mas para um fã de futebol, encontrar jogadores profissionais é sempre motivo de emoção.

MASP – 6 bilhões de outros


No domingo de manhã fomos no Masp ver a 6 bilhões de outros. Mesmo tendo visto tanta coisa legal na sexta e no sábado, foi surpreendente. Não tirei fotos porque não era permitido, mas eu tive aquela sensação de querer guardar aquelas imagens e aquelas histórias pra sempre dentro de mim. Mexeu muito comigo. Ideia do fotógrafo e ambientalista francês Yann Arthus-Bertrand, a exposição começou a ser montada em 2003. Milhares de pessoas do mundo inteiro foram entrevistadas, para cada uma foram feitas as mesmas perguntas que falam de família, religião, infância e sonho.

6 BILHÕES DE OUTROS
Onde: subsolo do Masp (av. Paulista, 1578. Tel.: 0/xx/ 11 3251-5644)
Quando: de 20 de abril a 10 de julho; terça a domingo, das 8h às 18h
Quanto: R$15

Zoo Safari

O Zoo Safari é o ex-Simba Safari, um zoológico onde os animais ficam soltos pelo parque (quem tem minha idade deve lembrar). Todo o trajeto é feito de carro (ou de van do próprio zoológico). Em grande parte do trajeto você passa bem pertinho dos animais, em muitos momentos é preciso parar ou desviar deles. Os mais selvagens ficam em um local protegido. A área mais divertida é dos macacos pois eles sobem no carro e as crianças (e os adultos) adoram!

Av. do Cursino, 6.338 – Saúde – Sul. Telefone: 2336-2131.
Ingresso: R$ 8 (crianças de quatro a 12 anos, maiores de 60 anos e estudantes) e R$ 16. Veículo do parque: R$ 14 (crianças de quatro a 12 anos) e R$ 18. Grátis p/ menores de três anos acompanhados de adulto pagante.
Não aceita cheques. Não aceita reservas. Tem acesso para deficiente. Não tem local para comer.
terça a domingo: 9h às 16h (c/ permanência até as 17h)
 
 

Um detalhe importante desta viagem foi a questão de ONDE FICAR com dois filhos já grandinhos. Quando eu era adolescente eu ficava na casa do meu tio. Depois comecei a ficar na casa de amigos, mas agora que a familía tá GRANDE preciso de hotel, e um quarto com um bercinho não resolve mais o meu problema… prometo um post sobre esta saga!

Já a parte gastronomica, na minha opinião, sempre se resolve fácil. Sempre comi bem em São Paulo (embora seja sempre bem amis caro que em Curitiba). Quando fizemos os museus do centro, acabamos comendo por lá mesmo, o nome do restaurante era Restaurante Bancário. Fomos bem atendidos e tanto nós, como as crianças, comemos bem. No domingo almoçamos no Genésio, na Vila Madalena. Por mim, voltava lá hoje mesmo!

 
Genésio
Rua Fidalga, 259 – Vila Madalena – São Paulo – SP
Tel: (11) 3812-6252